Muitas pessoas nutrem a vontade de abrir seu próprio negócio. No entanto, o medo é uma barreira existente e persiste na vida de muita gente, e pode até mesmo paralisar quem pretende dar vazão à sua ideia empreendedora.

Como superar esse sentimento? Afinal, abrir a própria empresa pode ser o primeiro passo para estabilizar a sua vida financeira e realizar o sonho de ter o seu negócio no mercado. Quer saber como superar esse medo? Então continue lendo o texto!

Descubra de onde vem o seu medo

É natural que muitas pessoas tenham receio de lançar o seu próprio empreendimento. Não se ache fora do normal por causa disso!

Descobrir as razões desse sentimento é um passo importantíssimo para vencê-lo. Você tem medo do “novo”, daquilo que vai tirá-lo de sua zona de conforto? Ou tem medo de arriscar e perder grande parte do dinheiro investido? De não saber gerenciar corretamente o negócio?

Somente identificando a causa de seu medo você será capaz de entendê-lo e superá-lo.

Faça uma autoanálise

Vale a pena também descobrir seus pontos fracos e fortes, e para isso deve ser feita uma adequada e honesta autoavaliação. Quem melhor para conhecer suas qualidades e defeitos do que você mesmo?

Busque as raízes de suas inseguranças e, após identificá-las, parta para a ação. Examine seu histórico como profissional, a fim de desvendar quais são suas características benéficas e as qualidades que precisam ser desenvolvidas na hora de abrir seu próprio negócio.

Esteja preparado

Desde os momentos iniciais da criação de sua empresa — ou seja, desde sua concepção — é necessário estar preparado para o mercado em que vai entrar. Por isso, faça uma ampla pesquisa sobre esse mercado, verificando suas deficiências e demandas. Desse modo, sua empresa terá uma grande chance de suprir as brechas existentes.

Quanto mais preparada uma pessoa está, mais confiança terá em seu próprio investimento e atividade prestada. Assim, tendo uma noção bem fundamentada de seu empreendimento, são menores as chances de que ele não seja bem-sucedido.

Estude mais sobre gestão empresarial

Para abrir seu próprio negócio, é imprescindível que o empresário seja um bom gestor. Isso porque ele será o responsável por este setor dentro do seu negócio, pelo menos nos primeiros momentos.

Assim, é crucial que a pessoa estude sobre gestão empresarial, administração de negócios, gestão de pessoas, análise de finanças e outros assuntos afins. A boa gestão poderá ser o diferencial entre uma empresa que se estabelece firmemente no mercado e aquelas que fecham as portas em seu primeiro ano de vida.

Faça um plano de negócios

Planejar-se é extremamente importante na hora de abrir seu próprio negócio, podendo inclusive ajudar a vencer o seu medo.

Faça um levantamento detalhado de todas as etapas necessárias, a fim de que a empresa finalmente chegue ao mercado — desde suas fases iniciais até a sua implementação. Encare o plano de negócios como um mapa que o levará até o “tesouro perdido”.

É bastante conveniente abranger todos os tipos de informação nesse documento. Em qual região você pretende abrir seu negócio? Qual será seu público-alvo? Faça um esboço bem delimitado sobre aquilo que almeja. Considere, ainda, realizar uma pesquisa de mercado no momento de tomar aquelas decisões.

Converse com outras pessoas do setor

Muitas vezes, pela falta de informação, os empreendedores acabam por criar verdadeiros monstros em suas cabeças. Para acabar com eles, uma boa dica é conversar com pessoas que já atuam no ramo em que você pretende entrar, a fim de descobrir qual é a realidade daquele nicho de mercado.

Esse tipo de atitude, além de acalmar o empreendedor, também pode trazer ótimas dicas sobre como começar o seu negócio, além de mostrar quais estratégias deram certo ou errado para outros empresários.

Tenha expectativas reais

Muitas pessoas abrem empresas tendo a mentalidade do “tudo ou nada”. Isto é: acreditam que, abrindo uma empresa hoje, no mês seguinte já terá lucro ou fechará as suas portas (e grande parte do medo vem dessa expectativa).

No entanto, o quadro nem sempre é assim: na maioria dos casos, leva algum tempo para que a empresa se firme, de uma vez por todas, no mercado.

Por isso, não espere que o negócio produza um lucro enorme em um primeiro mês. Observe, no início, as tendências de crescimento daquele empreendimento, e veja onde e como pode otimizá-las.

Considere abrir seu negócio em sociedade

O medo de perder todo o dinheiro aplicado em um negócio é realmente grande. Por isso, dividir essa responsabilidade pode ser uma boa precaução e estímulo.

Procure ao menos uma pessoa que esteja inclinada a investir na sua ideia, com quem você poderá dividir esse gasto inicial.

Da mesma forma, esse sócio poderá ser um aliado importantíssimo na hora de discutir e elaborar novas ideias. Com a parceria correta, a chance de ter sucesso aumenta muito.

Tenha capital financeiro disponível

Em um primeiro momento, é muito difícil que um negócio consiga andar com seus próprios pés.

Por isso, antes de abrir seu negócio, se planeje de forma a ter disponível uma determinada quantia de dinheiro separada, que possa ser injetada no negócio em seus primeiros meses.

Nenhum empreendimento cresce se não tiver investimento — o que passa pela capacitação de funcionários até a compra de novos equipamentos.

Aprenda a lidar com os erros

É claro, ninguém abre um empreendimento pensando no que poderá dar errado. Porém, ao entrar em uma nova experiência, é natural que alguns desacertos aconteçam no meio do caminho. Nessas situações, é crucial que o empresário não entre em desespero, achando que tudo está perdido.

Aprender a lidar com os deslizes, encarando-os como forma de aprendizado e não como fracassos pessoais, é a única maneira que o empresário tem para se desenvolver, tanto enquanto gestor quanto como pessoa. Lembre-se: nos momentos de crise é ainda mais importante manter a calma.

Saiba que erros são comuns durante os primeiros passos de uma empresa, e que nenhum negócio está imune a eles. Mais importante do que não errar nos estágios iniciais de seu negócio é estar preparado para contornar esses equívocos.

Abrir o próprio negócio pode ser a fonte de ansiedade para muitas pessoas. Alguns acham que tal atitude é um tiro no escuro, enquanto outras não conseguem nem se imaginar se aventurando nessa nova empreitada. Para acabar com essa insegurança, é conveniente que o empreendedor se conheça e tenha expectativas reais sobre seu negócio.

E mais importante do que isso: durante este caminho, é indispensável encontrar pessoas em quem possa confiar, como sócios ou funcionários.

Gostou do post? Melhorou o seu medo de abrir negócio? Então compartilhe o texto nas suas redes sociais e ajude a acalmar aquele seu amigo que também pensa em abrir seu próprio negócio!